14.5.04

Jabá

Hoje me chamaram pra ilustrar capa de livro. O meu primeiro jabá no mundo da ilustração.

Antes de saber qual era o tal assignment estava eu lá mostrando o meu portfolio com um monte de desenho maluco, 50 desenhos abstratos de gatos em aquarela, o meu projeto de arte digital, os tedium rooms, tudo. Eu crente que ia rolar uma capa de um romance adulto em que era só encaixar um desenho pré-existente e pronto. Mas no final, o cara me mostra as capas do assigment: romance de aventura de náufragos e bucaneros para adolescentes imberbes, capa no estilo realista, a óleo, com mood de mistério e aventura.

Putz, pensei. Nunca desenhei um barco na vida, quanto mais naufragando. E ainda por cima o naufrágio aconteceu à noite, e pior ainda, tem um menino que sobrevive o náufragio. Vários problemas: não sei desenhar barcos, não sei desenhar noite, e muito menos sei desenhar o garoto se salvando ali, na surdina, dentro d'água de forma realista a óleo. Aliás, detesto pintura realista. Fudeu.

Pensei na dívida do cheque especial, os impostos da empresa atrasados, o dinheiro que devo à minha mãe, na casa da minha sogra (onde moro), e topei os 650 pau.

Passei a noite à espera de um milagre. Será que uma fragata vai naufragar na baía da guanabara? Mais fácil, assim eu fotografo e beleza. Olho pela janela e nada de fragata e muito menos naufrágio. Sento no computador pra ver email, se alguém visitou o blog e nada me vem à cabeça. Fui dar uma volta, ver umas livrarias, achei a maioria das capas de livro de adolescente meio bobinhas, e nada que me inspirasse. Quer saber? voltei pra casa, sentei no lap e apelei, fui no google images, procurei umas imagens, cola daqui cola dali, imprimo a montagem e lá vou eu decalcar na mesa de luz. Aliás nem sei se o tal barco naufragado tem 2, 3 ou 4 mastros, na dúvida desenho todos eles quebrados com as velas rasgadas, bem clichezão mesmo e dane-se.

Ficou uma merda. Parece as ilustrações que eu fazia pro jornalzinho do colégio quando tinha 15 anos quando nem sabia direito quem era Michelangelo. O menino ficou com corpo de espantalho, a nuvem negra virou uma mancha negra sem nada de céu. Não soube fazer as ondas batendo nos rochedos.

Na tentativa de consertar o desenho, escaneio e passo um filtro "watercolor" no Photoshop pra tentar esconder o fiasco. Algusn truques de desenho e me safo.

Minutos depois: - Me odeio.

Ficou exatamente como aquelas ilustrações horrendas de capas de livros de auto-ajuda daquelas editorazinhas vagabundas do interior. (Indignada:) pô, eu estudei fora, falo 5 idiomas, não vou me deixar derrubar por um desenhozinho de merda valendo 2 trocados!

Deadline: amanhã.

f.....

2 comments:

  1. Poxa, mas não dá pra você simplesmente desenhar, por exemplo, um pedaço do naufrágio? Uma coisa toda cheia de simbolos, como as capas dos livros da Agatha Christie?


    E a mão do menino se agarrando num rochedo, e pedaços de madeira ao fundo, um mastro quebrado. Fogo! Que tal fogo?


    É, eu não entendo nada de desenho, na verdade.


    Acho as capas desses livrinhos todas iguais, na verdade. Eu gosto mesmo é das ilustrações dos livros infantis.


    Espero que voce se resolva por aí!

    ReplyDelete
  2. Então a Loba entrou em crise.Relaxa menina...será que é um navio que você tem que desenhar mesmo? Sobre exatamente o quê fala esta história? Quem é o personagem principal, o vilão em oposição? Será que, antes de desenhar, ser descritiva, não é melhor interpretar o que o livro vai falar, através da capa????

    E se o naufrágio fosse visto da perspectiva de um peixe?
    Da própria nuvem?

    E se o garoto não aparecesse????

    Sabe, são estas as questões reais. O resto é desdobramento.

    ReplyDelete